• ControlSoft

Milho: veja o que esperar do mercado na próxima semana



O mercado ainda carrega incertezas em torno da assinatura de um acordo parcial entre Estados Unidos e China, reiterando que o encontro agendado na primeira  quinzena de novembro que deveria ser realizado no Chile foi cancelado, em  decorrência da falta de segurança no país.


Outro foco de atenção permanece no clima no Meio-Oeste norte-americano, avaliando a previsão de frio intenso em grande parte da região, ainda com previsão de geada ou neve para diversos estados que compõem a região.


Acompanhe abaixo os fatos que  deverão merecer a atenção do mercado de milho na semana. As dicas são do analista da Safas Consultoria, Fernando Henrique Iglesias.


  • Nesse sentido, dados cotidianos seguem relevantes para a formação de tendência de curto prazo, a exemplo dos relatórios semanais divulgados pelo USDA;

  • O mercado também deve acompanhar atentamente o relatório de Oferta e Demanda, que será divulgado pelo USDA no próximo dia 08, a discussão em torno da produtividade média segue em pauta;

  • É importante destacar que o grande elemento para o mercado brasileiro de milho neste momento segue na decisão de venda do produtor, quando é retenção se mostrava interessante teve início o processo de descolamento dos preços no decorrer de outubro;

  • Com a mudança de estratégia de comercialização houve o processo inverso,  com o aumento da fixação foi verificada queda dos preços em diversos estados;

  • Em São Paulo, a deterioração dos preços foi acelerada, ao final da semana passada o referencial Campinas foi posicionado entre R$ 46,50/47 CIF. Os preços fecham essa semana posicionados entre R$ 42/43;

  • Nos portos o recente comportamento do câmbio e da CBOT sustentam os preços em  patamares não tão interessantes para a realização de novos negócios.

8 visualizações