• ControlSoft

A importância de um bom computador para o seu negócio.

Assim como as máquinas que trabalham diretamente com seu produto, a gestão também precisa de instrumentos com bom desempenho.


O sucesso de qualquer negócio depende diretamente da capacidade dos funcionários para produzir com qualidade e dentro do tempo. Gerar valor para clientes e parceiros, superar concorrentes e enfrentar os obstáculos do dia a dia, como a burocracia, requer agilidade, foco e uma boa dose de inovação. Agora pare e pense em tudo que a sua empresa faz para conseguir esses resultados. Quantos deles são manuais, não envolvendo a tecnologia direta ou indiretamente?


Um dos ativos mais importantes da empresa é o computador. É ele que conecta você a parceiros e clientes, processa a entrada e saída de pagamentos, controla as finanças, desenvolve e comunica ideias, faz os registros de inventário, folha de pagamento, informações sobre colaboradores, segredos comerciais, registros de dívida, margens de lucro e muito mais. O computador se tornou, há muito tempo, peça central no dia a dia de negócios. Em muitos segmentos de mercado, ele se tornou essencial para todos os setores das empresas, não só o time de TI ou a administração. Logo, é seguro dizer que o seu sucesso depende, em grande parte, da qualidade das máquinas que estão à disposição.


Uma máquina simples geralmente não dá conta de tudo isso, sendo primordial ter um computador para empresa. Independentemente do tipo de negócio que você tem, a eficiência no trabalho é fundamental para o sucesso. Você simplesmente não pode perder tempo. O computador precisa ser capaz de executar vários aplicativos simultaneamente e processar dados rapidamente. Essa eficiência começa quando você decide montar um computador próprio para desempenhar as funções do negócio, ganhando rapidez e confiabilidade nos processos.


Qual é a importância de trocar o computador da empresa?

Talvez você conheça uma dúzia de empresas que funcionam com máquinas antigas e parecem ter ótimos resultados. Aliás, talvez a sua empresa já se veja na situação de adiar a troca das máquinas há um bom tempo e nunca parou de operar por causa disso. Isso levanta a dúvida: será mesmo tão importante assim trocar as máquinas antigas? Qual será o efeito disso no dia a dia do negócio? A resposta está nos motivos que vamos considerar abaixo.


Segurança

A segurança é uma das principais preocupações de qualquer empresa no que diz respeito à estrutura tecnológica. Seja com relação a informações confidenciais a respeito de seus projetos internos ou, ainda mais, com os dados de clientes e parceiros, não dá para deixar de tomar cuidado. E quanto mais antiga uma máquina, menos segura ela se torna, já que os hackers aprimoram suas habilidades (e suas ferramentas) para invadir os sistemas usados para invadi-la. Assim, a troca de computadores antigos previne brechas de segurança que poderiam comprometer a reputação e os ativos da empresa.


Desempenho

A rotina de uma empresa é cada dia mais corrida. Equipes de alto desempenho precisam de equipamentos que acompanhem o ritmo de trabalho e, mais que isso, facilitem a realização de tarefas. Com o passar do tempo, um computador que era visto como top de linha se torna ultrapassado e é considerado lento. Assim, é impossível realizar o mesmo trabalho de forma produtiva e com qualidade em máquinas ultrapassadas e que não têm o mesmo poder de processamento de informações. Se a sua empresa tem equipamentos assim, você vai perceber a enorme diferença no desempenho diário, desde a realização de atividades básicas, como enviar e-mails, até o uso dos softwares mais pesados.


Organização

Você consegue imaginar uma empresa desorganizada que seja referência positiva no mercado? Se os processos internos estiverem caóticos, isso vai se refletir nos produtos e serviços. E você consegue perceber como máquinas antigas e sem poder de processamento dificultam a organização interna? Pense, por exemplo, na gestão de ativos, algo cada vez mais importante para empresas organizadas. Manter o controle dos ativos materiais e digitais em um computador lento e pesado pode ser um trabalho quase impossível. Essa missão requer um maquinário mais moderno, até pelo seu valor estratégico para a tomada de decisões.


Inovação

Não importa o tamanho da empresa, o seu nicho de mercado nem há quanto tempo está em operação. A capacidade de inovar e entregar novas soluções para problemas antigos é o que define quem se destaca dos demais. Sempre foi assim e continuará sendo. Aliás, a transformação digital aumentou a importância da inovação. Ela deve acontecer de forma mais acelerada e profissional do que nunca. Prova disso é a ascensão do cargo de CIO (Chief Innovation Officer ou diretor de inovação) nas empresas. O CIO deve trabalhar em conjunto com o diretor financeiro, o CFO (Chief Financial Officer), para direcionar a empresa rumo a novos caminhos e extrair o máximo do mundo digital. Consegue imaginar isso sendo feito em computadores que rodam Windows XP? A modernização dos computadores é indispensável para a inovação.


Quais são os riscos de utilizar equipamento muito velho?

Muitas empresas decidem ignorar por completo o perigo de usar máquinas antigas para realizar suas tarefas do dia a dia. Isso pode acontecer por uma série de motivos, como achar que o investimento é alto demais ou que basta fazer algumas “adaptações” para que o computador funcione bem por mais um tempo. Há também quem pense que tarefas básicas não necessitam de muito poder de processamento e, portanto, os computadores nunca vão precisar ser trocados. Será que adiar a troca com base nesses critérios é uma boa ideia? Veja a seguir quais são os riscos de usar equipamento muito velho, e como isso pode comprometer totalmente a empresa.


Perder informações importantes

Quanto mais o tempo passa e o computador envelhece, menos confiável ele se torna. Problemas para salvar e manter arquivos importantes deixam de ser eventos raros, o que poderia causar sérios problemas para a empresa.

É claro que qualquer empresa deve ter backups periódicos de seus dados e pastas, mas nada disso garante que nenhuma informação importante vai se perder.

O melhor é sempre contar com máquinas atuais, que assegurem a integridade das informações e não sejam fonte de preocupação constante.


Ficar vulnerável a hackers

Como já destacado no tópico acima, equipamentos mais antigos são mais vulneráveis a hackers, mas nunca é demais ressaltar a gravidade desse problema. A partir do momento que alguém mal-intencionado consegue acessar os sistemas da empresa, há poucos limites para o que essa pessoa pode fazer com os dados encontrados. Hoje em dia existem formas de realizar uma análise preditiva precisa e evitar todo tipo de brecha de segurança, mas isso só é possível em computadores que estejam em dia com as tecnologias atuais, não em equipamentos velhos demais.


Usar sistemas ultrapassados

As ferramentas e sistemas também têm efeito direto sobre a qualidade do trabalho realizado e o tempo que é gasto em cada atividade. Dependendo do seu segmento de mercado, isso pode ter influência até na impressão dos clientes sobre os produtos e serviços oferecidos. Assim, usar sistemas ultrapassados faz com que a empresa perca força de marca e, consequentemente, perca dinheiro. Será que vale a pena economizar no PC se isso significa perder clientes no curto, médio e longo prazo?


Queda de produtividade

Todos os problemas já abordados só podem resultar na queda de produtividade e até de motivação da equipe. É muito difícil executar o melhor serviço quando as ferramentas e aparelhos que deveriam ser aliados mais parecem obstáculos. Isso é o que acontece quando o PC da empresa dá mais trabalho que as tarefas a serem realizadas nele. A produtividade nunca teve tanto valor quanto hoje. Métodos de trabalho como o Lean It, que priorizam só o necessário para alcançar cada objetivo, dependem de estruturas rápidas e robustas de TI.


Os 7 principais sinais de que chegou a hora de trocar o PC da empresa

  1. A sua máquina está lenta demais

  2. Os sistemas que você usa não oferecem mais suporte ao seu PC

  3. Sua necessidade de uso evoluiu muito desde a compra do equipamento

  4. Os colaboradores reclamam constantemente do PC

  5. O técnico vive de plantão para arrumá-lo

  6. A maioria das suas peças nem tem mais reposição no mercado

  7. Está muito caro manter a máquina atual rodando

Como pode ver, ter um bom computador para empresa é melhor em vários sentidos. Não feche os olhos para as necessidades do trabalho. Tenha um modelo ideal e agregue vantagem competitiva ao negócio.

109 visualizações