• ControlSoft

USDA: mercado aposta em corte de até 5% na área de soja dos Estados Unidos


Analista da Safras & Mercado mostra quais são as projeções e os impactos caso a entidade não reduza a expectativa de área semeada


O primeiro relatório indicando o tamanho da área a ser plantada com soja nos Estados Unidos é considerado um dos mais importantes para o mercado. A expectativa já precificada na Bolsa de Chicago (ou seja, o mercado já alterou as cotações se antecipando ao anúncio) é de que a área da nova safra será menor que a anterior. O relatório só será divulgado na próxima sexta-feira, dia 29, às 13h.

Segundo a consultoria Safras & Mercado, a previsão deverá indicar uma área de 4% a 5% menor que a do ano passado, ou seja, algo em torno de 34,6 milhões de hectares em 2019, contra 36,1 de 2018.

“Esse é um relatório bastante importante e deve mexer com os preços, sim. O mercado já espera uma redução na área, de 4% a 5%. Se a redução for maior que isso, o preço até pode subir um pouco. Se ela for um pouco menor provavelmente o mercado fará um ajuste”, afirma o analista Luiz Fernando Gutierrez.

Para ele, havendo redução de área, menor ou maior que a esperada, dificilmente os preços mudarão de patamar, ou seja continuarão entre US$ 8,75 por bushel e US$ 9,50 por bushel. Já se a perspectiva vier igual a área do ano passado ou maior, isso sim poderia alterar essa linha.

“Seria surpreendente se o USDA não cortasse a área de soja e isso poderia gerar impactos um pouco maiores nas cotações. Mas não acredito nisso”, finaliza Gutierrez.

Se a expectativa do mercado for confirmada, o USDA vai indicar um número superior aos 34,3 milhões de hectares indicados em fevereiro durante um evento. A área de soja deverá ficar abaixo da de milho, projetada em 36,9 milhões de hectares, contra 36,1 milhões de hectares do ano anterior.

#USDA #bushel #Dolar #EUA

4 visualizações